Apresentação do Acervo da Ponte Salvador-Itaparica

O Acervo da Ponte se destacará por dois elementos: 1) a sistematização do intenso debate público que acontece pelo menos desde 2010 e 2) a recuperação de documentos, antes disponibilizados no portal criado pelo próprio Governo do Estado, mas que há alguns anos foi tirado do ar.

Este é o Acervo da Ponte Salvador-Itaparica, ou simplesmente “Acervo da Ponte”, mas poderia também ser chamado de “acervo-zero”, pois servirá de piloto, entre erros e acertos, ausências e presenças, para os demais que virão. Neste primeiro acervo do ObMob Salvador, reuniremos todos os materiais encontrados relacionados ao tema, e será constantemente atualizado com novos achados e com a produção de novos conteúdos.

Começamos com este acervo por uma simples razão: além de serem uma memória, os acervos também devem servir para instrumentalizar a sociedade - movimentos sociais, em especial - nos questionamentos direcionados aos governos e empresas. Em nome de nossa autonomia, demo-nos o papel de monitorar as ações governamentais e empresariais relacionadas à mobilidade urbana, mas nunca sozinhos e sempre buscando a articulação com as partes interessadas, a exemplo das comunidades afetadas e das organizações da sociedade civil que chegaram antes do ObMob Salvador. Contudo, destacamos que além de críticos, também somos propositivos, pretendendo assim divulgar as alternativas às intervenções em curso, que, no caso da Ponte, já existem.

Os conflitos envolvendo a construção da Ponte Salvador-Itaparica ainda estão quentes e esquentarão ainda mais nos próximos meses, exigindo dos seus críticos a qualificação dos argumentos. Mais do que o embate entre intelectuais, especialistas e gestores governamentais e/ou empresariais, a intervenção em tela envolverá todas as populações das cidades envolvidas - Salvador e sua região metropolitana, Recôncavo e Baixo-Sul, pelo menos - com debates apaixonados. Esperamos poder contribuir sistematizando tudo que foi produzido, mas também dando os nossos pitacos.

Assim como cada tema abordado pelos acervos terá sua própria forma, o da Ponte se destacará por dois elementos: 1) a sistematização do intenso debate público que acontece pelo menos desde 2010 e 2) a recuperação de documentos, antes disponibilizados no portal criado pelo próprio Governo do Estado, mas que há alguns anos foi tirado do ar.

Para além dos artigos de opinião referentes à Ponte Salvador-Itaparica e da recuperação dos documentos, reunimos também algumas notícias relacionadas ao tema, imagens, vídeos e os primeiros trabalhos científicos produzidos. Por fim, o Acervo da Ponte também inaugura o nosso podcast, que deve contar com entrevistas e debates inéditos relacionados às questões da mobilidade urbana soteropolitana e das cidades vizinhas.

Este acervo e os demais nunca estarão finalizados. Daqui a 50 anos, ainda estaremos debatendo se a Ponte Salvador-Itaparica foi mesmo uma boa aposta. Alguém duvida? Por isso, além de dinâmico, ele é necessariamente colaborativo. Se você tem algum material relacionado ao tema ou caso queira escrever um artigo, entre em contato. Esta é uma travessia coletiva.

Daniel Caribé

Coordenador do Acervo da Ponte