Prefeitura de Salvador diz que BRT inicia operação em setembro com 24 ônibus

Na 1ª etapa, as linhas circulares vão operar entre a região do Shopping da Bahia e a Pituba.


Publicado no G1 Bahia

A Prefeitura de Salvador anunciou nesta sexta-feira (3) que o BRT vai entrar em operação no mês de setembro com 24 novos ônibus, sendo oito deles elétricos. A informação foi confirmada pelo prefeito Bruno Reis e pelo secretário municipal de Mobilidade, Fabrizzio Muller.


Nesta primeira etapa, de acordo com a prefeitura, será iniciada uma operação assistida com linhas circulares entre a região do Shopping da Bahia e a Pituba.


O prefeito Bruno Reis informou que o BRT será integrado aos outros modais na capital baiana: ônibus, metrô e sistema complementar, e os usuários vão pagar a mesma tarifa.


"Então nós temos a partir de setembro quatro modais funcionando na cidade e o passageiro pegará qualquer desses modais pagando um único valor pela tarifa", afirmou o prefeito de Salvador.
Prefeitura de Salvador diz que BRT inicia operação em setembro com 24 ônibus — Foto: Prefeitura de Salvador

De acordo com o secretário municipal de Mobilidade, os investimentos e a operação do sistema serão feitos pelas concessionárias que operam o transporte coletivo da capital baiana.

Fabrizzio Muller diz que, dentro do planejamento estratégico do BRT, está previsto que em torno de 30% dos veículos que vão operar no sistema sejam elétricos.


"Iniciaremos em setembro uma operação assistida e nós teremos 24 ônibus rodando de forma circular e que farão a integração com outros ônibus que vêm dos bairros", disse Muller.

A prefeitura informou que a terceira etapa das obras, neste trecho da Pituba, está em fase final de execução e deve ser entregue em agosto. Com isso, o sistema estará preparado para entrar em operação em setembro.


Obras

Corredor viário da primeira etapa do sistema BRT foi inaugurado em Salvador ainda em 2020 — Foto: Divulgação/Prefeitura de Salvador

As obras do BRT começaram na gestão do prefeito ACM Neto, em março de 2018. Na época, ambientalistas, urbanistas, moradores e artistas realizaram protestos contra a obra. Os principais problemas apontados estão no custo das obras, no impacto ambiental - corte de árvores e tamponamento de rios - e na inclusão de faixas voltadas para carros, o que para eles, seria um investimento no transporte individual e não coletivo. O primeiro trecho do BRT foi entregue em dezembro de 2020 e contou com a inauguração de corredor viário em Salvador. De acordo com a prefeitura, responsável pela obra, a intervenção trará mais fluidez ao trânsito da região e é composta por via expressa e marginal.

O conjunto de vias do novo modal tem início pela via expressa na Avenida ACM, na altura do Shopping da Bahia, e segue até o Parque da Cidade Joventino Silva, no bairro do Itaigara.

O sistema de transporte também possui outros dois trechos: o trecho 2 (Lapa/Cidade Jardim - do Hospital Aliança até a Estação da Lapa, passando pela Av. Vasco da Gama) e o trecho 3 (Parque da Cidade Pituba-Itaigara - Posto dos Namorados).