[Artigo] Visão contemporânea da estrutura urbana de Salvador frente à integração social

Atualizado: 11 de dez. de 2021

TELES, Alcina; FREDERICO, Bárbara Karoline, BULCÃO, Camila; LISBOA, Camila; LIMA, Francisco e Iara Caria. Visão contemporânea da estrutura urbana de Salvador frente à integração social dos deficientes.


RESUMO:


Em Salvador há mais de 380 mil deficientes, e devido a este elevado número de pessoas, objetiva-se descrever a estrutura urbana quanto às barreiras arquitetônicas que podem levar à exclusão dos deficientes físicos.


Materiais e métodos: Foram realizadas entrevistas com 11 entidades e foram avaliadas 10 ruas/avenidas da cidade de Salvador comparando com as regras da ABNT, NBR 9050/1994 para deficientes, leis de direitos dos defi cientes, censo demográfico do IBGE, estatísticas da OMS, projetos de pesquisa da acessibilidade em Salvador.


Resultados: Na análise, verificou-se que 1% dos telefones públicos é rebaixado, 35% tornavam-se obstáculos. 35% dos postes eram obstáculos. Nenhum semáforo apresentava sinalização para cegos, e 16% não tinham área livre adequada. 73% das rampas tinham largura inadequada, 35% sem correspondência, 58% desalinhadas e 90% com larguras inadequadas. 43% das calçadas estavam com larguras inadequadas, e 82% com pisos irregulares.


Conclusão: O cumprimento das leis de direitos dos deficientes é pouco respeitado em Salvador. Este dado pode ser notado a partir dos resultados em que todas as avenidas avaliadas estavam totalmente fora dos padrões determinados pela ABNT. Chega-se à conclusão de que esta ainda é uma cidade muito excludente.


Leia mais: Visão contemporânea da estrutura urbana de Salvador frente à integração social dos deficientes

Posts recentes

Ver tudo

GABRIELLI, Lívia; PEREIRA, Graça Gondim dos Santos; KALILI, Itamar et al. Projeto Cidade Bicicleta: Mobilidade para todos. Artigo Científico. Departamento de Transportes e Mestrado em Engenharia Ambi