Carta aos deputados e deputadas - Apoio para a campanha "Passe Livre Pela Democracia"

Atualizado: 26 de out.

Precisamos garantir que o direito de ir votar seja igual para todos e todas, e que o resultado das urnas reflita o desejo da população. Por ObMob Salvador


Sra. Deputada,

Sr. Deputado,


Como é do conhecimento de todos e todas, o preço da tarifa dos transportes coletivos é uma grande barreira à plena realização do direito à cidade e dos demais direitos sociais (como educação, saúde e trabalho). Seu alto custo também é um obstáculo à plena realização dos direitos políticos, impedindo que muitos eleitores e eleitoras possam exercer seu direito ao voto. É triste constatar, mas justificar a ausência é mais fácil e mais barato do que ir votar.


No primeiro turno, atingimos a preocupante marca de 32 milhões de abstenções, um fenômeno que vem aumentando especialmente entre as classes populares e os mais jovens, exatamente o público que mais sofre com a imobilidade urbana. Este é também o segmento populacional que tende a votar nos candidatos e candidatas mais preocupados com as questões sociais, como pobreza, fome, racismo, machismo e exclusão.


Em 30 de outubro, a população baiana, assim como a brasileira, irá mais uma vez às urnas, em uma das eleições mais importantes e acirradas da nossa jovem e precária democracia. Precisamos garantir que o direito de ir votar seja igual para todos e todas, e que o resultado das urnas reflita o desejo da população.


Por isso, a campanha Passe Livre Pela Democracia, de caráter nacional, pressionará os prefeitos e governadores de todo o Brasil para liberar a Tarifa Zero nos transportes coletivos no dia do segundo turno das eleições. Já conseguimos que 136 cidades adotassem a gratuidade nos transportes coletivos no primeiro turno, entre elas Salvador; e, para o segundo turno, cerca de 150 cidades já confirmaram, além dos estados do Pará, Maranhão, Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba e Espírito Santo terem também garantido a gratuidade nos transportes metropolitanos e intermunicipais*.


No entanto, o governador da Bahia, Rui Costa, não garantiu sequer a Tarifa Zero nos transportes coletivos metropolitanos, a exemplo do metrô e ferry boat, no primeiro turno, e até agora não se manifestou a respeito da adoção da medida para o segundo turno.


É por essa razão que precisamos pressionar o Poder Executivo estadual. A sociedade civil baiana está se mobilizando para obter mais essa vitória, como em tantos outros estados, mas precisamos do seu apoio institucional e legislativo.


Por fim, o Observatório da Mobilidade Urbana de Salvador se coloca à disposição para sanar qualquer dúvida e ajudá-los a pressionar o governador e demais deputados e deputadas nessa empreitada mais do que justa e necessária.


Cordialmente,


ObMob Salvador


*Dados do dia 22/10/2022 e incluem os 52 municípios com Tarifa Zero o ano inteiro. Até então, quase 50 milhões de brasileiros serão beneficiados pela gratuidade nos transportes coletivos no 2º turno. Levantamento feito pelo Tarifa Zero BH e IDEC.


Página da campanha municipal: https://salvador.passelivrepelademocracia.org/


Página da campanha nacional: https://passelivrepelademocracia.org/