Secretário se defende e diz que marisqueiros e "pessoal do peixe" não utilizavam trens no Subúrbio

Segundo o secretário, eles apuraram que essa parcela da população utiliza bastante ônibus e transportes alternativos, como barcos pagos por empresários do ramo.


Publicado no BNews


O secretário de Desenvolvimento Urbano da Bahia, Nelson Pellegrino, se defendeu das críticas de que trabalhadores, como marisqueiros e pescadores, seriam prejudicados com o fim dos trens no Subúrbio, que serão substituídos pelo VLT. Ele negou que esse público utilizasse o transporte.

"Fiz questão de checar com a CTB [administradora do serviço]. Os marisqueiros e o 'pessoal do peixe' não é transportado no trem. Não temos registro dessa movimentação", disse o secretário, em entrevista ao programa BNews Agora, na rádio Piatã FM, nesta quarta-feira (17).

Segundo o secretário, eles apuraram que essa parcela da população utiliza bastante ônibus e transportes alternativos, como barcos pagos por empresários do ramo.

"O trem ia parar de qualquer jeito, porque esse trem tem 50 anos. A última reforma tem 10 anos, que não foi exitosa porque não se encontrava mais peças", disse Pellegrino.

O secretário se comprometeu a discutir uma saída para os trabalhadores da pesca, como uma linha de ônibus exclusiva.