Pandemia agravou crise do sistema de transporte público, diz secretário

Secretário disse que prefeito está empenhado em garantir o subsídio para ajudar o sistema de transporte da capital. Por Daniela Pereira


Publicado no BNews

O secretário municipal de Mobilidade, Fabrizzio Muller, disse que os efeitos da pandemia contribuíram para o agravamento da crise no sistema de transporte público de Salvador. A pandemia trouxe consequências ruins e agravamento da crise do sistema de transporte público. Houve um atraso na chegada dos 169 novos ônibus já previstos, mas ainda temos outros 169 que chegarão ainda este ano para a renovação da frota. É um compromisso da prefeitura renovar a frota, mas isso foi prejudicado pelos efeitos da pandemia como aconteceu em todo o Brasil”, disse o secretário, em entrevista na noite desta segunda-feira (28) ao BNews Agora da Piatã FM.


Ainda de acordo com o secretário, o modelo de remuneração do transporte público baseado exclusivamente na tarifa também foi agravado pela pandemia. “Grande parte da cidade tem um modelo de remuneração do transporte público baseado exclusivamente na tarifa que o usuário paga. Antes da pandemia, Salvador tinha em média 20 milhões de passageiros pagantes e esse número chegou a 8 milhões. Hoje, mesmo com a retomada econômica, ainda não atingimos 15 milhões de passageiros. Então quando se tem uma queda acentuada no número de passageiro, como ocorreu e ainda ocorre diante dos efeitos da pandemia, não há como assegurar a qualidade do serviço”, afirmou.


SUBSÍDIO


O secretário ainda pontuou que Salvador, assim como a maioria das cidades, ainda não tem subsídio. Diante disso, o prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil) tem buscado aprovação no Senado do PL de financiamento do transporte público em todo o Brasil. Com requerimento de urgência aprovado para votação, o PL deve entrar na pauta federal na primeira semana de abril. "Importantíssimo [aprovar o requerimento de urgência]. O deputado Arthur Lira assumiu um compromisso de pautar [a votação] na primeira semana de abril. Vou chamar vocês semana que vem para falar sobre reajuste da tarifa de ônibus", prometeu Bruno Reis.


De acordo com Muller, o prefeito da capital baiana tem buscado sensibilizar os deputados e senadores em Brasília, sobre a importância de votação e aprovação do PL. “O prefeito Bruno Reis tem sido uma das vozes mais ativas desse pleito. Desde o ano passado, ele tem buscado sensibilizar em Brasília sobre a necessidade desse apoio Federal. E o prefeito vem, sistematicamente, reforçando essa ideia, pois se o recurso vier a tempo não haverá reajuste na tarifa do transporte de Salvador esse ano”, garantiu.