Marisqueiros e pescadores fazem protesto e pedem retorno dos trens no subúrbio

Trabalhadores afirmam que tarifa de ônibus a R$ 4,40 pesa no orçamento. Por Metro1


Publicado no Metro1

Foto: Reprodução/TV Bahia

Marisqueiros e pescadores realizaram uma manifestação, na manhã desta sexta-feira (24), no bairro de Paripe, no Subúrbio Ferroviário de Salvador. Os trabalhadores criticam a suspensão do serviço dos trens na localidade. Eles justificam que, com o trem, pagavam R$ 0,50 pelo deslocamento para vender os pescados. Agora, apenas com o ônibus, têm que desembolsar R$ 4,40.

Eles também comentam que nem todo motorista de ônibus aceita o embarque com a carga de pescados, sob a justificativa de que o odor incomoda passageiros. À TV Bahia, Jorge Santos, representante da categoria, disse que as vendas caíram consideravelmente.

“Estamos cansados de pedir uma solução a estes pais de família. Mais uma vez pedimos sensibilidade de entender que esse pessoal pagando de R$ 0,50 para R$ 4,40, o pessoal não aceita. Estão vivendo catando lata, catando papel. E isso me deixa triste”, resumiu.

O sistema de trens foi desativado em fevereiro, para dar lugar ao VLT. Os trilhos já foram fechados e o espaço já fechado para as obras do novo modal, que estão em andamento.