Mães e pais enfrentam dificuldades para vacinar seus filhos

Atualizado: 13 de mar.

Esquema de vacinação de crianças adotado pela Prefeitura de Salvador dificulta a vida de mães, pais e responsáveis, que são obrigados a fazer longas caminhadas. Por ObMob Salvador


Hoje, por meio de postagem do @covidsalvador, tivemos acesso à informação de mulheres que não puderam vacinar seus filhos, porque a Prefeitura de Salvador está fazendo exigências excludentes e descabidas para a vacinação das crianças.

Essas mães, tias, avós foram caminhando até o ponto de vacinação e, somente ao chegar lá, descobriram que precisavam ter levado cópia dos documentos. Não há qualquer explicação da Prefeitura para a finalidade desses documentos, quem tem acesso a essas informações ou o que é feito com eles após a utilização.

São mulheres que saíram cedo de suas casas, pois a caminhada era longa e não havia dinheiro para o transporte, muito menos um ponto de vacinação próximo de casa. Nesse momento em que vivemos, a imobilidade atinge mulheres e crianças de forma cruel.

Quando chegaram no ponto de vacinação do Parque da Cidade, a esperança de ver as crianças vacinadas deu lugar à decepção.

Diante da absurda exigência da prefeitura, a fila para a vacina simplesmente começou a se desfazer. Quem tinha algum dinheiro, teve de enfrentar outra caminhada até o shopping mais próximo para tentar fazer as cópias e voltar para a fila. Tudo isso em um região da cidade inóspita e pouco acolhedora para pedestres, ainda mais mulheres e crianças.

A maioria, no entanto, sem dinheiro algum, teve de se resignar e caminhar de volta para casa. Sem perspectiva e sem vacina.