Governo Federal autoriza elaboração de projetos do trecho 2 do BRT de Salvador

Atualizado: 29 de nov. de 2021

Prefeitura da capital baiana terá três meses, a partir de julho, para conclusão dos projetos básico e executivo. Investimento total para execução do empreendimento será de R$ 213,7 milhões. Por Redação do MDR.


Postado no site do MDR

Ministro Rogério Marinho (centro) autorizou, nesta quarta-feira (2), a elaboração dos projetos básico e executivo do segundo trecho do BRT da capital baiana (Foto: Dênio Simões/MDR)

Brasília (DF) - O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) autorizou, nesta quarta-feira (2), a elaboração dos projetos básico e executivo do Trecho 2 do BRT de Salvador (BA). A nova linha vai interligar a estação Cidade Jardim ao metrô Lapa e prevê a construção de dois viadutos e dois elevados. Segundo dados da prefeitura local, 70% das linhas de ônibus que transitam na capital baiana passam pela região. O total a ser investido para execução do empreendimento é de R$ 213,7 milhões. Desses, R$ 130,3 milhões serão repassados pelo Governo Federal.


O cronograma prevê que os projetos sejam iniciados em julho, com prazo de conclusão de três meses. Em seguida, a prefeitura de Salvador deverá enviar os documentos para a Caixa Econômica Federal, responsável pela análise técnica. Após a aprovação, o projeto é encaminhado ao MDR para liberação dos recursos para execução das obras.


“Com esta autorização, temos um conforto técnico e jurídico para dar sequência às obras do BRT, que visam trazer mais qualidade de vida e mobilidade para a população de Salvador. É uma obra que, sem dúvida nenhuma, é extremamente importante e vai marcar a vida da cidade”, destacou o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.


O prefeito de Salvador, Bruno Reis, agradeceu o apoio do Governo Federal e destacou os benefícios da obra para a capital baiana. “Vai melhorar muito o deslocamento nesta região. Essa obra está no coração da cidade. De 1,2 milhão de veículos, 240 mil passam por lá todos os dias. É um grande ganho para a mobilidade do município”, disse.


O ministro da Cidadania, João Roma, também participou da solenidade desta quarta-feira. Ele destacou que a obra tem o seu caráter social, com a geração de emprego e renda para a população. “As ações de infraestrutura também interferem na qualidade de vida das famílias mais vulneráveis, daqueles que mais precisam”, afirmou.


Outra etapa da obra, o trecho 1 do BRT de Salvador, que liga a estação Cidade Jardim ao metrô Iguatemi, está em fase final de execução das obras.


Saiba mais


Em 2020, foram concluídos 3,1 mil contratos na área de mobilidade urbana em todo o País, voltados principalmente a obras de pavimentação e qualificação de vias, que contribuem com a melhoria da qualidade de vida dos moradores, com a trafegabilidade e com o escoamento da produção, impulsionando o desenvolvimento das localidades. Há, também, outras ações, como implantação de ciclovias, calçadas, pontes e obras de acessibilidade, entre outras. Além disso, foram retomados 1,2 mil empreendimentos e projetos que estavam paralisados.