top of page

Estimada em quase R$ 300 mi, obra para esteira subterrânea no Centro será homologada nesta quarta

Atualizado: 3 de abr. de 2023

A passagem de pedestres será feita como um "túnel com esteira rolante" e faz parte de uma demanda solicitada diretamente pelo prefeito. Por Gabriel Lopes


Publicado no Bahia Notícias


A licitação para as obras de uma escada rolante que vai ligar pontos do Centro de Salvador está concluída e será homologada nesta quarta-feira (8). De acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), as intervenções estão estimadas em R$ 290 milhões e a empresa vencedora do certame será decretada, com 120 dias para entregar o projeto à prefeitura e então iniciar as obras.


Ao Bahia Notícias, o titular da Seinfra, Luiz Carlos, esclareceu alguns pontos do projeto nesta terça-feira (7). Segundo o secretário, a passagem de pedestres será feita como um "túnel com esteira rolante" e faz parte de uma demanda solicitada diretamente pelo prefeito Bruno Reis, ainda no início do seu mandato na capital baiana.


"Na primeira fase nós fizemos uma licitação para contratação de uma empresa para estudo de viabilidade técnica e econômica, que é o anteprojeto, isso já foi feito. Agora abrimos uma nova licitação já para contratação do projeto executivo, é o projeto que permite o início das obras. Essa licitação já foi concluída, vamos homologar amanhã [quarta-feira, dia 8] essa licitação, decretando a empresa vencedora. Após a assinatura do contrato a empresa tem 120 dias para entregar o projeto para a prefeitura", sinalizou.

"Ele sai do Campo da Pólvora, para quem está na estação do Metrô, ele pode desembarcar na Barroquinha. Vai ter a opção de pegar uma escada rolante e subir para o Pelourinho ou descer e embarcar na estação em qualquer sentido ao metrô ou Cidade Baixa. Tudo subterrâneo. Depois pode embarcar na Barroquinha e desembarcar na Cidade Baixa, perto do Elevador do Taboão, um pouco antes. Estamos vendo ali um dos casarões porque queremos fazer uma grande estação e aproveitar aquela arquitetura lá existente", acrescentou Luiz Carlos ao detalhar parte da operação do equipamento.

Comentários


bottom of page