top of page

Deputado denuncia atraso em obras do VLT em Salvador: 'População paga 880% a mais'

Além de estar sem o trem e não ver previsão para a entrega do VLT, a população que dependia do antigo modal está sentindo o impacto do atraso na obra diretamente no bolso.


Publicado no AratuOn

O deputado estadual Leandro de Jesus (PL) foi ao bairro da Calçada, em Salvador, denunciar o atraso na obra do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), prometida pelo Governo do Estado após a desativação dos trens do subúrbio que servia como meio de transporte para mais de seis mil pessoas por dia.


Além de estar sem o trem e não ver previsão para a entrega do VLT, a população que dependia do antigo modal está sentindo o impacto do atraso na obra diretamente no bolso. Moradores da região, que gastavam R$0,50 pelo serviço nos trens, estão precisando arcar com R$ 4,90 por passagem de ônibus, um custo que representa 880% a mais em cada passagem para o consumidor.


“A propaganda está aqui, mas onde está o VLT prometido pelo Governo do Estado? Um governo que diz se preocupar com o pobre, está ferindo o bolso dos menos favorecidos. Mais de dois anos sem respostas, sem qualquer alternativa momentânea, inclusive, para a população”, disse o deputado.

O parlamentar, nas redes sociais, denunciou a situação em visita in loco. No vídeo postado por Leandro é possível notar uma tentativa de impedimento por parte de funcionários da localidade. “Não vão me impedir de fazer aquilo que eu fui eleito para fazer. Quem deve satisfação é o Governo do Estado, e não um deputado que só quer trabalhar para que o povo volte a ter condições de vida dignas”, completou.


Os trens saíram de cena em fevereiro de 2021, depois de 160 anos de operação para dar lugar às obras do VLT. A concessionária chinesa Skyrail é responsável pela obra por meio de uma parceria público-privada com o Governo da Bahia.

Kommentare


bottom of page