Crítico do BRT, governo do estado prevê dois projetos iguais para ligar orla ao Subúrbio

Atualizado: 29 de nov. de 2021

Criticado pelo governador Rui Costa (PT) e lideranças da base aliada ao Palácio de Ondina, o BRT também faz parte de dois grandes projetos de mobilidade urbana tocados pelo petista em Salvador. Por Jairo Costa Júnior.


Postado na Coluna Satélite do Correio*

Rui Costa, governador do Estado da Bahia.

Criticado pelo governador Rui Costa (PT) e lideranças da base aliada ao Palácio de Ondina, o BRT também faz parte de dois grandes projetos de mobilidade urbana tocados pelo petista em Salvador. Tanto a Linha Azul quanto a Vermelha, criadas para ligar a orla ao Subúrbio, contemplam a construção de corredores exclusivos para ônibus rápidos e integrados ao metrô. Inicialmente batizados de Corredores Transversais I e II, as vias somam investimentos estimados em mais de R$ 1 bilhão. Além de obras de duplicação e prolongamento de avenidas, implantação de viadutos e túneis, as licitações para as duas linhas incluíram a criação de ciclovias e de seis faixas, sendo uma exclusiva para BRT, segundo informações divulgadas pelo próprio governo a partir de 2013.


Marca de batom


Para o secretário municipal de Mobilidade, Fábio Motta, os BRTs previstos nas linhas Azul e Vermelha “provam o caráter político dos ataques ao projeto da prefeitura”. “Basta ver que o governo quis o mesmo modelo”, provoca.