Com atrasos, obras do monotrilho de Salvador podem começar nos próximos dias

Atualizado: 12 de Dez de 2021

De acordo com o governo, a previsão inicial de funcionamento da fase 1, que tem 19,2 quilômetros de extensão e 21 estações, era já para 2020. Por Renato Lobo


Publicado no Via Trólebus

Foto: Divulgação/Skyrail Bahia

Em agosto de 2019, a previsão era que as obras de uma linha de monotrilho em Salvador começassem em outubro do ano passado. De acordo com o governo, a previsão inicial de funcionamento da fase 1, que tem 19,2 quilômetros de extensão e 21 estações, era já para 2020.


Nós só estamos aguardando a licença da Sedur. O secretário Sérgio Guanabara assumiu um compromisso com a gente, ele daria essa licença hoje. (…) Sérgio me disse que provavelmente hoje estaria concluído os estudos. Então, para início de obra mesmo, nós só estamos aguardando essa licença da Prefeitura. Nós já temos a licença do Iphan [Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional] e do Inema [Instituto Do Meio Ambiente E Recursos Hídricos]”, afirmou o secretário municipal de Desenvolvimento e Urbanismo, Nelson Pelegrino, ao site Valera Notícias.


Essa primeira fase do meio de transporte aéreo, lá chamado de VLT por uma questão burocrática, deve ligar o Comércio a Cidade baixa de Salvador, atravessando o subúrbio e chegando até a Ilha de São João, em Simões Filho. O segundo trecho contará com mais cinco estações, ligando a região de São Joaquim ao Acesso Norte, onde acontecerá a integração com o metrô. O sistema contará com material rodante da BYD.


Sobre conclusão das obras, o secretário afirmou ao site que a partir da assinatura do contrato, o prazo é de 30 meses.